Categorias
Lutas Solidariedade

Semana da CMP: solidariedade e luta por direitos

Dando continuidade às ações de solidariedade e luta por direitos, nesta semana a Central de Movimentos Populares articulou, promoveu e participou de importantes iniciativas. Por meio de articulação e parcerias foram doadas 9 mil cestas básicas, beneficiando várias comunidades periféricas, como o complexo de Favelas da Vila da Paz, Favela São Remo e Heliópolis, dentre outras, todas na capital de São Paulo.

Com as cestas doadas nesta semana, a campanha Movimentos Contra a Covid, liderada pela CMP por meio de suas filiadas, já doou 92.620 cestas básicas, somando mais de 1.800 toneladas de alimentos, 22.500 marmitex, 10 mil máscaras feitas artesanalmente, além de produtos de higiene e limpeza.

A CMP também deu início a uma campanha de solidariedade destinada a populações vulneráveis de cinco estados da região Amazônica: Pará, Rondônia, Tocantins, Amazonas e Acre.

A Campanha Movimentos Contra Covid-19, está presente em 20 estados da federação e integra a rede de solidariedade “Vamos Precisar de Todo Mundo”, das frentes Brasil Popular e Povo Sem Medo.

Covid-19 e a etnia indígena Mybe Guarani

A CMP e o CEDECA (Centro de Defesa dos Direitos da Criança e Adolescente) de Interlagos divulgaram nota denunciando a iminência de uma tragédia que pode ser causada pela Covid-19 na população indígena da etnia Mybe Guarani, na terra indígena Tenonbé Porã, no distrito de Parelheiros, zona sul de São Paulo.
Na aldeia moram 1.100 pessoas, divididas em 8 aldeias. De 804 testes de Covid-19 feitos, 207 testaram positivo. Além da nota, diante dessa catástrofe, a CMP encaminhou ofício ao prefeito de São Paulo, Bruno Covas, e ao secretário de Saúde, Edson Aparecido, cobrando medidas de apoio a essa comunidade, especialmente no que diz respeito à disponibilização urgente de um hospital de referência de combate ao coronavírus na região, que possa atender os povos indígenas das oito aldeias.

Plenária virtual #ForaBolsonaro

Na última quarta-feira (27), a CMP participou da plenária nacional “Fora Bolsonaro”, convocada pelas frentes Brasil Popular e Povo Sem Medo, pela internet. Participaram do evento 280 dirigentes de 102 organizações de movimentos populares, sociais, sindicais e partidos políticos. A plenária aprofundou a análise da conjuntura e decidiu, por unanimidade, intensificar a luta pelo Fora Bolsonaro.
Raimundo Bonfim, coordenador nacional da CMP falou na plenária representando os movimentos populares urbanos. Durante o evento, Bonfim destacou que “é necessário ampliar a aliança para derrubar Bolsonaro, mas sem abrir mão da nossa luta programática por direitos, soberania e combate à desigualdade social”.

Parceria entre CMP e OAB vai dar atendimento aos grupos vulneráveis

A Central de Movimentos Populares (CMP) e a Ordem dos Advogados do Brasil, seção São Paulo (OAB-SP), por meio de sua Comissão de Direitos Humanos, fizeram uma parceria no âmbito do programa Balcão de Direitos On-line. A iniciativa vai proporcionar o atendimento jurídico às pessoas em situação de vulnerabilidade, moradoras da periferia de São Paulo.

“Em momentos difíceis, em que a população se vê sem orientação sobre seus direitos e em meio a tantas mudanças por causa da pandemia do coronavírus, a CDH/OAB/SP cumpre sua missão nesta parceria para orientar as pessoas quando sofrem qualquer violação de direitos, encaminhando-as aos órgãos públicos de proteção e esclarecendo seu funcionamento”, explica Rildo Marques, coordenador do Núcleo de Movimentos Sociais e População de Rua da CDH/OAB-SP.

O programa Balcão de Direitos On-line funcionará às segundas e quartas-feiras, das 14h às 17h. Nestes dias, pessoas que necessitem poderão ter orientação jurídica com um grupo de advogados que estarão de plantão para prestar o atendimento necessário.

“É uma parceria de significado extraordinário, pois propicia orientação jurídica para pessoas desempregadas ou com baixa renda nesse período de pandemia do coronavírus, que tem tornado mais difícil as condições de vida nas periferias de São Paulo”, afirma Raimundo Bonfim, coordenador nacional da Central de Movimentos Populares.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s