Categorias
Lutas Solidariedade

Ações de solidariedade para combater a pandemia e a luta política pelo Fora Bolsonaro

As ações de solidariedade da Campanha Movimentos Contra a Covid-19 não param. No balanço desta semana, a Central de Movimentos Populares (CMP) e demais entidades que promovem a campanha somaram a distribuição de 115 mil cestas básicas – o que corresponde a 2.100 toneladas de alimentos – 35 mil marmitex, 3 toneladas de verduras e 12 mil máscaras de proteção em todo o país.

Os movimentos enfrentam o desafio de promover ações para amenizar as dificuldades da população em situação de vulnerabilidade num cenário de disseminação do novo coronavírus e num momento em que o país lamenta a morte de 50 mil pessoas e mais de um milhão de contaminados.

“Os movimentos populares se empenham em promover ações que garantam ao menos comida aos mais empobrecidos, enquanto o governo Bolsonaro continua desprezando a vida e zombando do sofrimento do povo. Quer ainda tirar R$ 300 do auxílio emergencial e não dá apoio às pequenas e médias empresas. Apenas em maio, um milhão de pessoas perderam seus empregos”, destaca Raimundo Bonfim, coordenador nacional da CMP.

Bolsonaro encurralado

A semana do governo Bolsonaro foi marcada por fatos que aprofundaram ainda mais a crise sanitária, econômica, social e política instalada no país, entre elas, a prisão do miliciano Fabrício Queiroz – o faz tudo da família Bolsonaro -, a queda do ministro da Educação, Abraham Weintraub, o expressivo número de mortos e contaminados pelo novo coronavírus, além do avanço do inquérito das fake news no Supremo Tribunal Federal (STF) – que decidiu por prosseguir com o processo -, da prisão de Sara Winter e do desbaratamento do grupo ultradireitista liderado por ela, o chamado “300 do Brasil”, que apoia Bolsonaro.

“As circunstâncias da prisão de Fabrício Queiroz, por ter ocorrido em imóvel de propriedade do advogado de Jair Bolsonaro e seu filho Flávio, é uma demonstração de que se fecha o cerco contra o presidente da República. Pela forma e o local como se deu a prisão de Queiroz, fica insustentável a permanência de Bolsonaro no comando do país”, ressalta Bonfim.

O presidente Bolsonaro já vinha sendo pressionado pelas manifestações nas ruas nos últimos dois fins de semana, o que fez seus apoiadores recuarem. As crises diárias, com ataques aos direitos e à democracia são alguns dos motivos que levaram o povo de volta às ruas. Sem estabilidade política, o país está longe de conseguir enfrentar a grave crise sanitária e a profunda e prolongada crise econômica que atravessa.

Impeachment Já!
Fora Bolsonaro

Nesta sexta-feira (19), a Central de Movimentos Populares (CMP), em conjunto com outras entidades, movimentos sociais e partidos políticos, lançou o manifesto “Em defesa da vida, do emprego e da democracia: impeachment Já”, por meio do qual será possível colher assinaturas online para pressionar pela abertura do impeachment do presidente Jair Bolsonaro. As assinaturas serão encaminhadas ao presidente da Câmara dos Deputados, deputado Rodrigo Maia, para que instale o processo de abertura do impeachment.
Link para assinar o documento: https://www.frenteforabolsonaro.com/

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s