Categorias
Solidariedade

União dos Movimentos de Moradia compra arroz do MST e distribui 10 toneladas de alimentos saudáveis nas periferias de São Paulo

A União dos Movimentos de Moradia de São Paulo (UMM-SP), que como parte da campanha “Movimentos Contra a Covid-19”, deu início nesta sexta (10/7) a mais uma distribuição de cestas básicas e materiais de higiene nas favelas, ocupações e mutirões autogestionários de São Paulo. A partir do princípio da economia solidária, as cestas foram elaboradas com a compra de alimentos saudáveis, vindos da luta pela reforma agrária no Brasil. Serão doadas 10 toneladas de arroz orgânico produzido por assentamentos do Movimento dos Trabalhadores Rurais Sem Terra (MST). A UMM optou pela compra do arroz do MST por entender que a população mais vulnerável também tem direito a uma alimentação saudável, livre de agrotóxicos, um componente fundamental do direito à saúde.

Desde que teve início o processo de distanciamento físico, a UMM-SP se mobiliza para garantir condições mínimas para as pessoas conseguirem ficar em casa. É realizado um trabalho permanente de identificação das regiões e famílias mais vulneráveis, para que as doações cheguem a quem mais precisa. Os dados mostram que ao avanço da COVID-19 expressa a profunda desigualdade social brasileira, com o número de pessoas infectadas e de mortes concentrados nas regiões mais pobres. Por isso, para de fato garantirmos saúde para toda a população,precisamos lutar por direitos e estabelecer uma rede popular de solidariedade. Além disso, entendemos que, pra ficar em casa, é preciso que as famílias tenham uma moradia digna, de modo que a crise traz de volta ao centro do debate público a necessidade de se investir em uma política habitacional com participação popular.

A distribuição dos alimentos saudáveis que acontece nos próximos dias está dividida em: 1720 kg de arroz orgânico no Parque São Rafael e 1700 kg no Conjunto Residencial Prestes Maia, na Zona Leste de São Paulo; 3300 kg na Vila Alpina; e 4000 kg no Jardim São Savério, na Zona Sudeste da cidade. Na próxima semana, outras 10 toneladas serão distribuídas em diferentes regiões da cidade.

O trabalho de arrecadação e distribuição de cestas continuará por toda a capital e em outras cidades do estado de São Paulo. Estamos em ação em diversos municípios do Estado: Ribeirão Preto, Santos, Osasco, Suzano e Carapicuíba, dentre outros. Daremos também continuidade às denúncias de violações de direitos, como ameaças de despejo e cortes no fornecimento de serviços essenciais, como água e luz.

Você pode ajudar nas próximas ações de solidariedade! Contribua com a nossa vaquinha on-line: http://vaka.me/974021

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s